Igreja do Algarve celebrou o Jubileu das Famílias

Jubileu das familias

A Igreja do Algarve celebrou no passado sábado o Jubileu das Famílias no âmbito do presente Ano Santo da Misericórdia, proclamado pelo papa Francisco (dezembro de 2015 a novembro de 2016).

O encontro que contou com a participação de cerca de 200 agregados familiares, compostos por quase 600 pessoas oriundas de diversas paróquias algarvias, teve início no grande auditório da Universidade do Algarve, no Campus de Gambelas, e terminou com uma peregrinação à ‘Porta Santa’ da Sé de Faro, igreja jubilar algarvia.

Fátima: 85 anos depois, bispos portugueses consagram dioceses a Nossa Senhora

Bispo António Marto

O Santuário de Fátima vai acolher esta sexta-feira as celebrações de encerramento da visita da Imagem Peregrina, 85 anos depois da “primeira peregrinação nacional dos bispos portugueses e da consagração de Portugal”, recordou hoje o bispo de Leiria-Fátima.

D. António Marto recordava aos jornalistas a importância da presença de todo o episcopado para a consagração das dioceses portuguesas a Nossa Senhora de Fátima, culminando assim o périplo da imagem peregrina por todo o território nacional.

Hospital de campanha

O mundo vive um dos dramas mais pungentes e determinantes nas questões familiares. Trava-se aí uma guerra vasta mas surda, com efeitos mais profundos e devastadores do que as militares. Queda da natalidade e dissolução de laços vêm a par com promiscuidade, deboche, pornografia, depressão e solidão. Isto gera horrores na educação das crianças, orientação dos jovens, equilíbrio de adultos, assistência a doentes e idosos, estabilidade emocional de todos, com terríveis consequências culturais, económicas e sociais. Joga-se aqui um aspecto capital do futuro da humanidade.

Roma: «Fontana di Trevi» pintada de vermelho para recordar sangue dos mártires cristãos

Fontana di Trevi

A ‘Fontana di Trevi’, na capital de Itália, vai ser tingida hoje de vermelho para recordar o sangue dos cristãos que foram mortos por ódio à fé, numa iniciativa da fundação pontifícia Ajuda à Igreja que Sofre (AIS).

“A violação do direito de liberdade religiosa deve tornar-se um tema central no debate público, para evitar o risco da indiferença e o perpetrar de uma intolerável agonia”, explica promotora do evento.

A iniciativa “inédita” pretende mobilizar a sociedade para a realidade da violação do direito de liberdade religiosa e dos cristãos perseguidos.

Páginas