Para Refletir

A expulsão das Ordens Religiosas na pena de um frade poeta

A expulsão das ordens das Ordens religiosas de Portugal (não gosto de lhe chamar extinção, porque dá a entender que naturalmente as Ordens se foram “apagando” o que não é verdade), continua a ser um tema tabu nas relações entre o Estado português e a Igreja Católica. É uma ferida que “sangra” assim que falamos deste assunto.

O pote das cinzas

Não gosto deste título. Incomoda-me. Pode ser de material precioso, mas um pote com os restos mortais de alguém que tanto nos amou e a quem tanto queremos é demasiado cruel à vista. Lá dentro estão somente alguns ossos que, depois da cremação do corpo, foram triturados, moídos e feitos pó. O corpo está, agora, transformado em menos de dois quilogramas de cinzas. Há familiares que, ao ver-se com aquela urna nas mãos, não sabem muito bem o que fazer. Como «cada cabeça sua sentença», a imaginação tem sido fértil. Tem havido de tudo.

Repensar a Europa nas palavras do Papa Francisco

No passado fim-de-semana, tive o privilégio de, no Vaticano, participar no Seminário “Repensar a Europa”, organizado pela Comissão das Conferências Episcopais da União Europeia, em colaboração com a Santa Sé.
Uma livre troca de ideias, anseios, preocupações, com respeito pela diferença de opiniões entre representantes de toda a Europa, tendo sempre presente o princípio inalienável da dignidade e centralidade da pessoa e da prossecução do bem-comum.

Transmitir a Fé na Família

Transmitir a Fé na Família
Com o avanço do laicismo sucede, muitas vezes, que nos lares das nossas famílias cristãs já não se reza nem se fala dos valores da fé. Grande parte do país rompeu com a prática dos sacramentos e sente-se desconfortável se os filhos fazem alguma pergunta sobre religião. Os símbolos cristãos foram substituídos pelos ídolos da música e do desporto e a própria catequese é facilmente substituída por atividades extracurriculares. Não que dizer que os pais sejam contra a transmissão da fé, mas a verdade é que há uma grande demissão dos pais neste aspecto.

A IGREJA E A SUA RE-FORMA

ENSAIO
A IGREJA E A SUA RE-FORMA
O Papa Francisco recolocou no centro, com vigor e clareza, o imperativo exigente da reforma. Trata-se de voltar a despertar na Igreja, a todos os níveis e em todas as expressões, o impulso interior a assumir e os caminhos concretos a empreender, no aqui e agora, marcados pelo Espírito no quadrante da História, para se con-formar, pessoal e comunitariamente, à “forma” de Jesus, isto é, à substância e ao estilo da sua experiência, na medida em que estes expressam e comunicam o desígnio primitivo, e ainda in fieri, sobre o Homem e o cosmos.

Páginas